Aprenda sobre Financiamento Coletivo

Por que os músicos estão abandonando a indústria fonográfica?

Quem não conhece de perto a indústria musical acredita que todos os músicos com selos de gravadora ganham milhões por ano, a la Kanye West, Beyoncé, etc. Não é bem assim. Quando pensamos no lucro, muitas vezes esquecemos da quantidade de pessoas envolvidas no processo (que também são pagas por isso).

Estima-se que o lucro das vendas de um CD seja dividido em 63% para a gravadora, 24% para a distribuidora dos discos e somente 13% para a banda – que inclui os membros, roadies, produtor, advogado e por aí vai. É exatamente por isso que muitos artistas preferem seguir suas carreiras de forma independente.

Artistas com anos de estrada, como Courtney Love e a banda 30 Seconds to Mars, já apareceram na mídia falando que não ganharam dinheiro nem com 2 milhões de cópias de CD vendidos.

Com crowdfunding, músicos lançam seus projetos de forma independente

Rodrigo Tavares, que fez parte da banda Fresno de 2006 a 2012 – assinada com grandes gravadoras, hoje segue seu projeto solo, intitulado de Esteban. Atualmente, ele é um músico independente de selos musicais. O gaúcho optou por gravar e lançar seu segundo CD com fundos arrecadados através de uma campanha de crowdfunding.

Crowdfunding, chamado também de financiamento coletivo, é um modelo de economia colaborativa em que, ao invés de utilizar somente um investimento de valor alto, são os fãs que investem valores menores no artista e na proposta da sua campanha.

Em retorno, o contribuidor recebe recompensas de acordo com o valor investido no projeto. Esteban ofereceu aos colaboradores de sua campanha benefícios como a pré-venda exclusiva do disco, camisetas, canecas e até mesmo ingressos para shows, com acesso a camarim e passagem de som.

Durante o Webinar, encontro online realizado com criadores de campanhas de crowdfunding realizado pela plataforma Kickante, o músico e seu produtor discorreram sobre as vantagens de ter um projeto independente realizado com o apoio dos fãs.

quote-esteban
Quando questionados do porquê escolheram o crowdfunding, afirmaram que “é uma maneira de aproximar mais os fãs, não só para arrecadar o dinheiro, mas para os fãs fazerem parte”. Além disso, Esteban conta que o mais legal é que, com crowdfunding, conseguiu lançar o CD do jeito que ele queria, com o encarte que ele queria, com a arte que ele queria e que este CD é o mais próximo do retrato dele como músico.

Muitas vezes, as gravadoras impõem restrições e alterações que desagradam os músicos e aos poucos tiram sua liberdade artística. O crowdfunding permite que o músico mantenha sua essência e seu trabalho o mais puro possível.

Alguns artistas passam anos em tentativas fracassadas de chamar a atenção das gravadoras, sem se dar conta que realizar seus projetos por conta própria pode ser muito mais benéfico.

Você também pode gostar...